Seja muito bem vindo ao site da Câmara Municipal de Goiana   Click to listen highlighted text! Seja muito bem vindo ao site da Câmara Municipal de Goiana

História de Goiana

Gentílico: goianense

As terras do município foram habitadas, antes da presença dos brancos civilizados, pelos índios Potiguáras, Tabajaras e Caetés. Os colonizadores chegaram, provavelmente, em 1534.

Goiana inicialmente se localizou no lote doado por El Rei de Portugal a Pero Lopes de Souza, fazendo parte, assim, da Capitania de Itamaracá. Como a povoação situada no vale do Rio Goiana, que é formado pela confluência dos rios Capibaribe-Mirim e Tracunhaém, passou a ser destacar na segunda metade do século XVI, quando forma fundados os primeiros engenhos, apesar da hostilidade do índios Tabajaras e Caetés, que viviam na região. Alguns desses engenhos foram destruídos pelos indígenas de fato que motivou a organização de expedições de conquistas compostas de portugueses vindos da Paraíba.

Durante o século XIX as atividades comerciais tiveram grande importância no município, graças ao movimento do seu porto, através do qual eram escoadas as mercadorias provenientes do interior. O topônimo do município aparece pela primeira vez nos catálogos da Companhia de Jesus, em 1592, com o nome de aldeia de ?Gueena?. O mesmo documento, em 1606, registra-o com a grafia modificada para ?Goyana? e, finalmente Goiana. Alguns estudiosos dizem que Goiana é palavra de origem da língua tupi e significa: gente estimada. Outros filólogos divergem e dizem ter o significado de: mistura ou parente e, ainda, Frei Vicente de Salvador, em 1627, definiu como sendo: porto ou ancoradouro.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de Goiana, em 1568.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Goiana, por provisão Régia de 15-01-1685.

Elevado novamente à categoria de vila com a denominação de Goiana, em 06-10-1742.

Elevado à categoria de cidade e sede do município com a mesma denominação, pela lei provincial nº 86, de 05-05-1840.

Pela lei provincial n 461, de 20-05-1859, é criado o distrito de Nossa Senhora do Ó e anexado ao município de Goiana.

Pela lei municipal nº 28, de 07-07-1896, é criado o distrito de Goianinha e anexado ao município de Goiana.

Por alvará de 16-12-1785 é criado o distrito de Tejucopapo e anexado ao município de Goiana.

Pela lei municipal nº 11, de 24-11-1892, é criado o distrio de Ponta de Pedras e anexado ao município de Goiana.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 5 distritos:Goiana, Goianinha, Nossa Senhora do Ó, Tejucupapo e Ponta de Pedra.

Pela lei municipal nº 129, de 27-09-1912, é criado o distrito de Areias e anexado ao município de Goiana.

Pela lei estadual n 1931, de 11-09-1928, desmembra do município de Goiana o distrito de NossaSenhora do Ó. Para formar o novo município de Aliança.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído de 5 distritos: Goiana, Goianinha, Areias, Tejucopapo e Ponta de Pedras.

Pelo decreto-lei estadual nº 952, de 31-12-1943, o distrito de Goianinha passou a denominar-se Condado e o distrito de Areias a denominar-se Itaquitinga.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 5 distritos: Goiana, Condado ex-Goianinha, Itaquitinga ex-Areias, Pontas de Pedra e Tejucopapo.

Em divisão territorial datada de I-VII-1950, o município é constituído de 5 distritos: Goiana, Condado, Itaquitinga, Pontas de Pedra e Tejucopapo.

Pela lei estadual nº 3340, de 31-12-1958, desmembra do município de Goiana o distrito de Condado. Elevado à categoria de município.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de I-VII-1960.

Pela lei estadual nº 4950, de 20-12-1963, desmembra do município de Goiana, o distrito de Pontas de Pedra. Elevado à categoria de município.

Pela lei estadual nº 4962, de 20-12-1963, desmembra do município de Goiana o distrito de Itaquitinga. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município é constituído de 2 distritos: Goiana e Tejucopapo.

Pelo acórdão do tribunal de justiça, mandado de segurança nº 57098, de 27-08-1964, o município de Pontas de Pedra é extinto, sendo seu território anexado ao município de Goiana.

Em divisão territorial datada de I-I-1979, município é constituído de 3 distritos: Goiana, Pontas de Pedra e Tejucopapo.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

Fonte: IBGE

Accessibility
Click to listen highlighted text!